Blogger Widgets

Um grito ao contrário.


Aquela sensação de azedume surge novamente, uma explosão interna de gritos e dores.
Ela espera quietinha até encontrar a primeira fenda, se aproxima pé por pé, coloca a manga pra fora e ruge com todas as cores vivas no peito, para todos os ventos indispostos, até ficar rouca de cansada. Por fim dorme. Aquele sono acre a ampara agora e está tudo em paz novamente.

0 Comentários:

Oi, gente! Este espaço é dedicado à vocês! Opiniões, críticas e sugestões sobre o post ou blog são publicados aqui. Se você não tem um blog, pode comentar pela opção Nome/URL. Também sinta-se à vontade para entrar em contato comigo pelo priscilandreza@gmail.com :) Beijos!