Blogger Widgets

Os estepes


Sim, eles existem. Eu sei, você sabe e eles sabem.

Hoje não quero falar dos cafajestes, dos bonitões, dos chicletes ou dos futuros noivos. Dedico-me a eles: os estepes.

Algum dia em uma festa qualquer, numa bobeira, vocês se conhecem. Papo vem papo vai, ele não te agrada. As perguntas não são claras, as respostas tolas e ele tem algum cacoete bizarro. Bebida vai bebida vem, você o cozinha até o final da balada, vê que não tem mais ninguém na sua. Você está carente, cansada de dançar, está no vácuo, está bêbada e então algo te impulsiona a finalmente ficar com o dono moço (ai que decepção!). Os corpos não se encaixam, ele chuta seu joelho, batem os dentes, você está sem ar. Enfim, a química não rolou.

Fim de festa, ele te oferece companhia até em casa: pode ser – você responde. Antes de darem um selinho (mau sinal!) na hora do tchau ele segura sua mão e pede seu telefone (mente o número - é óbvio). Você fala o certo (por quê?). Entra em casa e constata que ele não ligará, eles nunca ligam. RELAXA. Cansada daquele vazio e frustrada por trair seu próprio querer, dorme sem tomar banho, escovar os dentes ou simplesmente colocar o pijama.

Acorda com um som familiar, é SMS (oba!). Sim, é ele te desejando um bom dia que adorou te conhecer e como você é perfeita e etc. e tal. Era tudo o que você desejava ler, porém de outro. Você ignora o moço - é claro.

Só que no próximo final de semana, lá está ele e você está lá. Ele vem te cumprimentar, você dá uma desculpa qualquer: diz que vai ao banheiro, dar um rolé com as amigas ou que está de passagem (destas bem mal contadas pra ele se ligar). E ele entende o beijinho no rosto, o tapinha nas costas e as mensagens não respondidas.

Fim de festa, ele com o coração partido, já tomou todas, esbarra numa garota qualquer, sem grandes atrativos visuais. Conversam banalidades e as piadas não são de todo mal. Bebida vai bebida vem, ele a cozinha até o final da balada, vê que não tem mais ninguém na sua. Ele está carente, cansado de tanto procurar, está decepcionado consigo mesmo, está de porre e então algo o impulsiona a finalmente ficar com a dona moça e...