Blogger Widgets

Acho digno




" Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui"
(Fernando Pessoa)



            Eu vou ser transparente contigo, agora que temos certa convivência. Somos amigos, correto? É justo eu tirar a máscara para você, mas me prometa que não sairá correndo como os demais. Acredite é difícil mostrar-me, ainda mais para uma pessoa que eu quero impressionar. Vamos lá, listinha de defeitos, sem justificativas. Essas eu explico pessoalmente.

Em primeiro lugar eu sou muito desconfiada, você já deve ter percebido, reparo em tudo, no olhar, gestos corporais, todo mínimo detalhe para notar uma mentira amena que você conta por omissão. Qualquer coçada de orelha, olhar distraído e pé na frente são um alarme aqui no meu planeta interno.

Sou impaciente também, não suporto falas pausadas, caminhadas lentas ou que subestime minha inteligência. Eu sou ágil, inquieta e ansiosa. Não gosto de ser comandada, então se for preciso, por favor, seja breve.

Rancor é meu segundo nome, sem controle, não me dou bem com perdão. Por ser perfeccionista e muito crítica, odeio falhas, as minhas e as de terceiros. Acredito que é pura desculpa esfarrapada aquela máxima: “Falei sem pensar”. Como assim sujeito, você é um ser pensante! Não acredito, se me ofendeu houve intenção. Admita.

Admito que sou cheia de tensões e bebo para espairecer, com isso acabo revelando um lado agressivo, como se eu não descarregasse as energias durante o dia (leia-se sóbria) e usasse como desculpa a bebida. Sim, sou covarde.

E por fim, sou feminista se esse é o substantivo que dizem quando uma mulher acredita em suas verdades e não passa por cima de si para agradar o outro. Não prometo limpar, cozinhar, sorrir, ficar quieta, se eu não quiser. Somente vou agradá-lo quando eu sentir vontade. Prometo-lhe uma coisa, aturar seus defeitos assim como as qualidades. Acho digno.