Blogger Widgets

Você é bonita



Falar sobre aparência física é complicado, escrever então, vamos ver no que este texto dá. Sabemos que o que realmente importa é o interior de uma pessoa assim como em um livro é o conteúdo. Mas a capa do livro é o que chama atenção em uma livraria e faz você ler a sinopse, conhecer o autor e aí comprar pra ler, né? Então, a aparência física importa também, não é somente isso que importa, mas importa. Beleza, estamos de acordo com a importância.

Se eu te perguntasse se você se acha bonito. O que você me responderia? Não sei você, mas eu sempre quando me fazem essa pergunta respondo com um simpático: sim eu sou bonita (olho para o lado seguido por uma justificativa), mas eu poderia ser mais magra, ter cabelo liso e meu pé ser delicado. E não ter covinhas nas bochechas, falando nelas poderiam ser menores e... A lista é extensa acho melhor parar por aqui.

O se achar bonito vem seguido de uma série de justificativas negativas que começam pelo “mas”. Seríamos mais bonitos sem os defeitos, claro. Mas todos têm defeitos, uns disfarçam mais outros menos. E aí eu fiquei pensando sobre a pergunta que é se eu me acho bonita. Se EU, entendeu? Não se o outro, se o mundo, se a moda, se a TV, mas se eu me acho bonita. Sempre existiu um padrão de beleza, a diferença é que de tempos em tempos ele muda e quem não se enquadra fica se martirizando. Queremos ser igual a mais linda do momento. Por acaso eu nem sei, a Gisele Bündchen ainda é a mais gata ou seria a Angelina Jolie? Se bem que ela não tem mais seios, acho que perde alguns pontos... Ah, já sei! A Scarlett Johansson ou a Megan Fox? Estou supondo porque elas eram as mais gatas segundo o google na semana passada, mas hoje podem ser outras.

Eu resolvi me aceitar. Sei, não é fácil, mas não estou mais com idade de querer ser igual à Miss Universo para me sentir bem. Aceitei os meus quilos extras, as espinhas no rosto que saem quando estou naqueles dias, a covinha saliente da bochecha direita, o cabelo volumoso e rebelde, as pernas tortas e o pé gordinho. Não que isso me faça ficar mais bonita. No entanto, não exigindo perfeição me faz ter autoestima. E essa é uma qualidade rara de se encontrar. Ponto extra para mim. E aí me conta: você tem autoestima?



            E para decorar o texto de hoje segue abaixo um comercial da Dove mostrando que as mulheres se enxergam menos bonitas do que realmente são.





E uma música para ilustrar.