Blogger Widgets

Conversa no consultório: Qual é o teu problema?



Ele era bonito, estava bem vestido e teclava no celular rapidamente. Escolhera os óculos certos para realçar as sobrancelhas grossas. Pena que tinha somente 14 anos... Ok, ele tinha no máximo 16. Eu o conheci na sala de espera da terapia e foi curiosidade à primeira vista.

Ele não olhava para ninguém, tinha um ar superior e um olhar tímido, desses do tipo nerd e estiloso. Do meu tipo. Pena que era só uma criança... Ok, um adolescente. O que me intrigou nele foi o porquê de estar ali. Eu senti uma vontade de perguntar: “E você vem aqui por?” Decidi não questionar, porque não era da minha conta e provavelmente ele iria mandar eu me catar. Não me catei, mas me calei. Pensei: “e se ele fizesse essa pergunta pra mim? O que eu responderia?” Talvez algo do tipo: "é só a vida". É, com esse pensamento que tomei coragem e soltei:

- Você faz (terapia) com quem?

 O ouvinte me olhou confuso e em seguida olhou para os lados como para se certificar que era com ele que eu estava falando. Eu enrubesci e completei:

- Por acaso é com aquela de cabelo curto que acabou de passar?

 Silêncio.

- Ouvi falar que a Cintia é ótima.
- É com a Cintia – por fim respondeu sério.
- Ela é a dona daqui, né?
- Uhum.

Tomei um gole da Coca light lata que tinha em mãos.

- É uma de cabelo comprido?
- Isso!
- Ah, tá.

Outros goles de Coca. O papo acabou e ficamos em silêncio, eu com a minha Coca e ele com o jogo do celular. Foi aí que a minha terapeuta apareceu e quebrou o gelo. Reparei que ele me espiou de rabo de olho. E eu ainda senti vontade de perguntar qual era o problema dele... Volto na próxima semana e talvez pergunte. Penso melhor e concluo que é melhor não arriscar, vai que ele queira saber o meu (problema).

2 Comentários:

  1. muito bom,adorei....

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, fico feliz com seu comentário. Volte sempre! Beijos

    ResponderExcluir

Oi, gente! Este espaço é dedicado à vocês! Opiniões, críticas e sugestões sobre o post ou blog são publicados aqui. Se você não tem um blog, pode comentar pela opção Nome/URL. Também sinta-se à vontade para entrar em contato comigo pelo priscilandreza@gmail.com :) Beijos!