Blogger Widgets

20 erros cometidos aos 20 anos (e poucos)!


Pensar que está apaixonada para sempre

Acontece. O que você está sentindo é intenso e lindo e você só ouve falar de histórias que o casal se conheceu na  escola, casaram, tiveram filhos e hoje completam bodas de ouro... Enfim, tudo parece estar te levando para o caminho da eternidade. Ainda assim, não seja precipitada dê tempo ao tempo. Jamais faça tatuagens com o nome de alguém aos 20 anos, pensando bem tatuagem com o nome de alguém é brega em qualquer idade. Acredite o amor eterno de hoje pode ser a eterna decepção do amanhã. Tente cometer esse erro sem ficar marcada para o resto da vida.

Pensar que sabe mais do que realmente sabe

Eu sei, você foi educada pelas melhores escolas, mimada pelos seus pais, tios e avós e, de repente, está por aí solta para explorar o mundo. Seja humilde e reconheça que o tio tem mais vivência e por isso conhece mais da vida do que você, minha cara jovem. Engula a prepotência de achar que já sabe de tudo. Em algum momento da sua caminhada de seus 20 e poucos anos, você vai errar em alguma situação que não tem nada a ver com o que você já experienciou antes e vai se surpreender com o quão pouco você experimentou o mundo. Até isso acontecer, coragem porque você vai desconsiderar totalmente os conselhos dos mais velhos que provavelmente farão sentido daqui há alguns anos.

Tomar umas e outras a mais

O primeiro porre a gente nunca esquece, já para não repetir. Vamos lá você não é mais adolescente para beber e não lembrar depois o que fez. Eu sei, aconteceu,você tomou aquela dose a mais de tequila e a coisa toda desandou. Falou demais, riu até chorar, se declarou para o gatinho que tinha acabado de conhecer... Que atire a primeira pedra quem nunca passou a noite agarrada no vaso sanitário, ou chorando de soluçar porque o cara que você estava apaixonada pegou outra na festa? As bebedeiras, às vezes, podem até ser engraçadas, mas nada melhor do que lembrar o que você fez na noite passada, né?

Achar que é velha demais

Não importa o que você queira fazer, mas em algum momento dará a desculpa que é velha demais. Fazer intercâmbio, sair do emprego, cursar faculdade... Em algum momento, você acreditará com todas as suas forças que está atrasada e seu tempo já passou. Fique calma, você nunca estará velha demais para fazer qualquer coisa que tenha vontade.

Demorar para assumir que é uma adulta

Você passou toda a adolescência querendo ser adulta e então a tão sonhada fase chega e você percebe que ser adulta não é tão legal assim. E quando vê é tarde demais para fingir ser criança. Com responsabilidades maiores a vida exige uma postura madura e segura, nem pense em bancar o Peter Pan. Você pode ter alguns momentos de reviver a infância, mas acostume-se, porque em breve será chamada de tia e nem adianta ficar chateada, você fazia igual quando era uma pirralha.

Pare de tentar agradar todo mundo

Você simplesmente não tem que agradar a todos, mesmo porque isso é impossível. Então, para de ficar moldando sua personalidade em cada pessoa que você gosta muito, exemplo: pais, família, namorados... Ninguém vale o esforço de não ser você, para com essa insegurança, garota!

Comer muita besteira

Mc Donald's, Burger King, batata frita, chocolate, hot dog, churros, sorvete, pipoca doce... Qual é a desculpa para comer tanta besteira? A correria do dia a dia, acertei? Você vai para o estágio durante o dia, para faculdade à noite e quando chega em casa percebe que não tem mais tempo para cozinhar. Sim, sabemos o resultado disso: bolo no café da manhã, fast food no almoço e janta (isso quando não se faz junção das duas refeições) e bolacha passatempo quando sentir fome no decorrer do dia. Ok, você já sabe onde isso vai parar, só cuidado para perceber antes de pesar dez quilos a mais. Para perder é sempre mais difícil, viu? Ainda mais agora que o seu metabolismo manda avisar que está entrando em recesso e você vai lamentar não ter investido na academia quando a vida era mais simples e o seu corpo respondia mais rápido aos estímulos.

Confundir os amigos de balada com os de verdade

Os 20 anos são os anos de experiências e descobertas, com a faculdade, os primeiros empregos e as viagens insanas. São tantas pessoas novas e experiências diferentes que, em algum momento, você vai sentir que formou um grupo de “amigos” que mal conhece. São aqueles que te ligam para curtir a balada, mas não ligam quando sabem que você está deprimida. Gente que se lembra de ir na sua festa de aniversário, mas esquece de te ligar quando você não aparece em alguma reunião. Enfim, a galera da curtição não são amigos de verdade, não confunda.

Ser Maria-vai-com-as-outras

Coisas como beber só porque os seus amigos bebem ou fumar porque o grupo acha bacana, ou qualquer outra coisa que você fez só para se "enturmar” vão parecer besteira depois.

Namorar alguém que está em outra fase

Não é que namorar alguém mais velho ou mais novo do que você seja um erro. O problema é quando, vocês não estão na mesma fase. Você acabou de se formar na faculdade, quer se descobrir no mercado de trabalho, viajar, saltar de paraquedas e entrar para um grupo de teatro. Já o seu namorado quer casar, ter filhos e abrir uma empresa. Parece tudo perfeito com vocês, só querem coisas diferentes, mas isso é só um simples detalhe, né? Não.

Trabalhar em algo que odeia

O dinheiro chega no fim do mês sem grandes preocupações e responsabilidades. O trabalho é monótono e você só se alegra na sexta-feira, para viver a chatice novamente na segunda. Pule fora logo, antes que você se acostume com o tédio. Trabalho bom é o que te desafia a aprender coisas novas, qualquer trabalho que não permite desafios deveria ser evitado a todo custo.

Comprar algo muito caro e inútil

Um vestido caríssimo que só usou uma vez na vida, um sapato de marca desconfortável, um acessório extravagante que não teve coragem de usar na rua ou um objeto que até hoje você não sabe para que serve. Quem nunca?

Trabalhar para o dinheiro ao invés de construir sonhos

Nunca faça nada só porque é conveniente. Tenha o desafio de construir os seus próprios sonhos ao invés de construir os sonhos dos outros. Mesmo que não faça sentido agora crie algo de grande valor  para você, pois você poderá chamar de seu. Olhe sempre para o futuro e não para compensação imediata. O que realmente importa é a jornada, pois no fim tudo compensa.

Estar numa fase do "deixa a vida me levar"

Não, Zeca Pagodinho não está certo na música “Deixa a vida me levar”, acorda pra vida e faça escolhas. Aguardar que as coisas caiam do céu ou que o “destino” bata na sua porta é ilusão. Levanta desse sofá, agora!

Esperar os 30 para começar algo

A idade certa para fazer algo, muito frequentemente, é a idade em que isso é exatamente o que você deseja. Até porque, aos 30, haverá outros planos, outras ideias e outros desejos… Mas quem disse que aos 20 anos você vai entender isso?

Achar que a paixão de verão vai durar até o inverno

Ah, o verão! Mar, sol, bronze e surfistas! Você lá bem no fundo da cuca sabe que a paixonite de praia mora longe e vai ser praticamente impossível sustentar essa paixão sem se ver o ano inteiro, mas é que acontece que o calor afetou os seus neurônios e a cada férias você descobre uma nova paixão eterna de verão.

Subestimar amizades de uma vida inteira

Elas cresceram com você, te ajudaram no momento mais complicado da sua vida (leia-se pré adolescência), estudaram juntas no ensino médio, te conheciam muito bem e acompanharam a sua vida até metade da sua faculdade, mas, em algum momento, vocês perderam o contato. Talvez porque tenham seguido caminhos diferentes... E então, anos depois, você percebe que  talvez vocês não fossem tão diferentes assim e que valia mesmo a pena ter dado mais valor a quem sempre te ajudou. Liga para elas agora, ok?

Esquecer suas raízes

Legal, hoje você tem um apartamento descolado que divide com uma amiga bem no centro da cidade, perto do trabalho, seu carro é do ano e só toca as músicas do momento e você anda toda emperiquitada no salto. Ok, sua nova vida é super descolada e interessante, mas não bloqueie costumes anteriores (andar descalço, jantar à mesa, rezar antes de dormir ou se fantasiar na festa junina). Mais lá na frente, você vai sentir saudade, talvez não pelos costumes em si, mas por representarem a sua história e por fazerem parte de quem você é hoje.

Não preciso guardar dinheiro

Você nunca passou aperto e sempre pagou as contas certinho, na risca. Ah, o parcelamento no cartão de crédito para pagar seus sapatos, roupas, barzinhos, viagens... Pensamos que antes dos 30 é cedo demais para investir e poupar dinheiro, mas estamos erradas. Imprevistos acontecem e você pode ficar desempregada, cheia de contas para pagar, ou o carro precisar de conserto ou qualquer outro imprevisto. Então anota aí, pagar uma previdência privada, fazer uma poupança e colocar moeda todos os dias no cofrinho.

Culpar os outros pela sua vida

Não assumir as rédeas da direção que se toma na vida é um ato de covardia. Culpe a si mesmo por tudo, sucessos e fracassos. Suas escolhas, sua vida. Lute pelos seus objetivos seja pelo trabalho que tanto quer, pelo amor da sua vida ou por um jeito alternativo de se viver. Não existe ninguém que possa ser culpado pelas suas escolhas, a não ser você.

2 Comentários:

  1. Fosse bom se esses erros fossem apenas da época dos 20 , tem quem insista neles até a morte!
    Beijos, Nana ღ Nana Pinho em Cores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Nana. As atitudes estão mais relacionadas com vivência e personalidade do que com a idade em si. Beijos!

      Excluir

Oi, gente! Este espaço é dedicado à vocês! Opiniões, críticas e sugestões sobre o post ou blog são publicados aqui. Se você não tem um blog, pode comentar pela opção Nome/URL. Também sinta-se à vontade para entrar em contato comigo pelo priscilandreza@gmail.com :) Beijos!