Blogger Widgets

Depois da meia noite (ou por uma vida mais rock n' roll e menos politicamente correta)


A vida só vale a pena quando sentida. O mais importante não é chegar ao topo, mas curtir o passeio. Por mais clichê que possa parecer, eu acredito nessa frase. Para sentirmos temos que compartilhar momentos com a família e amigos que fazemos durante a caminhada.

A leveza da vivência faz falta por aqui. Onde deixei a minha ingenuidade de me divertir com os acontecimentos? Compartilhar momentos exige coragem. Uma ousadia em estar aberto a experimentar relações de amizades e amores que ocasionam aprendizados, perdas e lembranças. Pessoas vêm e vão e algumas ficam, é a vida. O detalhe está em lembrar com a lente de 48 cores.

Quero saber quando criei esta casca com medo da perda, ou melhor, com medo da dor da perda, com receio de ser feita de palhaça. O que eu mais odeio na vida é injustiça. Eu fixei nas minhas metas e segui em frente medindo os passos e em quem confiar, mas ser tão rígida e medrosa não vale a pena, meus ombros doloridos avisam.

Quem é a mais corajosa a pessoa que não se abre e não se machuca ou a que quebra a cara várias vezes, mas segue tentando? Pra mim, a segunda opção é a mais glamorosa. Na prática, talvez o escudo ainda se faça presente, mas aos pouquinhos estou aprendendo a abaixar a guarda, mesmo com o risco de me decepcionar.

Uma vida não questionada não merece ser vivida, disse Platão. Pois bem, eu adapto a frase para: uma vida não compartilhada não merece ser vivida. A solidão nunca foi problema para mim. O medo sempre foi em compartilhar as minhas coisas, meu ser e o meu lado mais estranho. As pessoas mais interessantes são as com um quê de doidice e um não politicamente correto. Não dá para viver se escondendo, tá na hora de mostrar. Se te assustar, paciência.

Por uma vida mais rock n' roll e sem escudo. Eu sei que você não é tão perfeito e feliz como parece na timeline do seu Facebook e a graça está em descobrir o seu lado mais obscuro, aquele que você só mostra quando já apagou as luzes. Oi! Eu ainda tenho medo, mas o meu escudo é guardado depois da meia noite e o seu?

0 Comentários:

Oi, gente! Este espaço é dedicado à vocês! Opiniões, críticas e sugestões sobre o post ou blog são publicados aqui. Se você não tem um blog, pode comentar pela opção Nome/URL. Também sinta-se à vontade para entrar em contato comigo pelo priscilandreza@gmail.com :) Beijos!