Blogger Widgets

Adaline mostra a sensação de envelhecer feliz


Envelhecer feliz. Não sei se tem uma premissa melhor que essa para curtir a vida. A diferença no semblante de pessoas idosas que estão vivendo numa boa das que não estão, aparece estampado no sorriso ou na falta dele. O medo de envelhecer é comum, talvez só perca o posto para o medo da morte que está ligado estritamente com o primeiro.

Quem não gosta de ser considerado enxuto para a idade? É um elogio parecer mais novo do que realmente é. Há uma indústria farmacêutica que conspira a esse pensamento, fora ferramentas como maquiagens e cosméticos. Tudo para se parecer mais jovem e saudável. Eu mesma agora com 27 anos, fico toda boba quando me dão apenas 21. Mas tem uma pessoa que não fica feliz quando não aparenta a idade que tem: Adaline Bowman. Sim, estou falando do filme “A incrível história de Adaline”, lançado no ano passado com Blake Lively (a pra sempre Serena) como protagonista.

Adaline sofreu um acidente de carro aos 27 anos que mudou a sua vida pra sempre, se tornou imune aos efeitos do tempo. A história começa com ela recebendo elogios por aparentar uma idade que ela não tem, podendo se passar por irmã da própria filha. O filme segue com a morte do marido e do cachorro dela, perseguição do FBI querendo fazer experimentos com ela e a fuga incessante da protagonista para lugares diferentes e troca de identidade a cada década. Adaline se acostumou com essa rotina, não se envolve com pessoas, não tem amigos, nem relacionamentos duradouros depois da morte do marido.



Para a vida dela não falta futuro, mas é escassa de compartilhar momentos com pessoas queridas. O filme passa uma mensagem tão doce e ao mesmo tempo é um chute no traseiro. A doçura fica pela mensagem de que não importa viver para sempre se não compartilhar os momentos da sua vida com quem se ama e envelhecer junto com ela. O chute fica por conta do medo de envelhecer, síndrome de Peter Pan. Além de relembrar que querer morrer jovem é uma besteira e que pensar que se está muito velho para realizar alguma coisa também.

A cena mais marcante é a do final (alerta spoiler) antes dela sair para uma festa passa em frente do espelho e repara que tem um fio de cabelo branco. Em seguida o namorado pergunta se está tudo bem, ao que a protagonista responde: "sim, perfeitamente".

Que possamos dizer também: perfeitamente, quando surgir uma ruga a mais no rosto, a pele não ser tão firme, os joelhos começarem a reclamarem. Lembrar de parar menos em frente ao espelho e olhar mais ao redor, compartilhar momentos com a família e amigos. Isso sim, é envelhecer perfeitamente.

0 Comentários:

Oi, gente! Este espaço é dedicado à vocês! Opiniões, críticas e sugestões sobre o post ou blog são publicados aqui. Se você não tem um blog, pode comentar pela opção Nome/URL. Também sinta-se à vontade para entrar em contato comigo pelo priscilandreza@gmail.com :) Beijos!